Quero fazer serviço social, e aí ?

sexta-feira, setembro 04, 2015 Amanda Lessa 3 Comments



Oi Oi vestibulandos! O final do ano tá se aproximando e com ele vem as inscrições do vestibular, mas ainda não sabe o que fazer ?? Já fizemos três entrevistas com a área de jornalismo, arquitetura e veterinária e faremos com diversas áreas para ajudar você, que ainda não sabe o que fazer.


A entrevista de hoje é com a Gabriela Zanella, que está no 8° semestre de serviço social, da Unifesp e vai tirar algumas dúvidas comuns sobre o curso. Chega mais!



O que te motivou para fazer serviço social ?



O que mais me motivou, na verdade, foi o fato de não ter matemática :P Porque não me dou nada bem com cálculos. E minha tia também é assistente social, então ela me incentivou a fazer.


Quais as possíveis áreas de atuação?



São diversas possibilidades de áreas de atuação. Você pode trabalhar na parte da assistência social mesmo como, por exemplo, em CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) e CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social). Pode trabalhar em hospitais, em ONGs, no sistema carcerário, você pode ser também professor. Enfim, tem muitas áreas.



Qual o maior desafio que essa área proporciona?



Acredito que o maior desafio não é algo específico do Serviço Social, mas que ocorre também em outras profissões, que é a precarização do trabalho. Muitas vezes, o profissional não tem as condições ideais para o trabalho, até mesmo coisas básicas. Por exemplo, para um assistente social é imprescindível que ele tenha disponível uma sala onde possa atender os usuários dos serviços, esta sala precisa ser um local privado, porque é importante manter o sigilo dessas pessoas, porém o que mais se vê são locais divididos apenas com baias, onde todos podem escutar os atendimentos. Este é apenas um exemplo. Por isso acredito que este seja um dos maiores desafios, além de poucos profissionais para atenderem um grande número de pessoas.



Como está o mercado de trabalho, atualmente?



Como existem muitas áreas para atuação do assistente social, tanto nos espaços públicos quanto privados, há uma oferta considerável de empregos, porém, muitas vezes, os salários não são muito bons. Os assistentes sociais não tem um piso salarial, apenas uma média da categoria (R$2.000,00), fazendo com que em muitas locais se pague um salário bem baixo.


Tem que ter alguma qualidade específica para fazer serviço social ?



Acredito que não há uma qualidade específica para ser assistente social. Em minha opinião, é um curso que abre muito nossa mente, por isso por mais que você não saiba ouvir muito bem as pessoas, por exemplo, se você tiver uma boa formação você verá como isso é importante para sua atuação e poderá trabalhar para melhorar isso em você. Então, não acho que logo quando se começa o curso seja necessário ter alguma qualidade ou característica específica, com o tempo você vai aprendendo o que é importante para você ser um bom profissional.



O que acharam da área?

Deixem nos comentários sugestões para as próximas entrevistas!


*Imagens da internet.

3 comentários:

  1. Ahhh legal essas dicas! Sempre bom a gente procurar algo novos pra se identificar até mesmo numa área de trabalho.
    Gostei do blog.

    Beijos
    Blog: http://rafaeljviana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Acho muito legal essa área, principalmente quando o profissional trabalha com seriedade, o que infelizmente não é o caso da minha cidade.

    ResponderExcluir
  3. Oie!

    Puxa, que atitude massa!
    Sair do âmbito escritório ou linha de produção e se dedicar a um serviço social é realmente muito digno!
    Parabéns pela iniciativa e pelas dicas!

    Beijos!
    Irmãos Livreiros

    ResponderExcluir

Deixe um comentário bem amorzinho pra gente. Iremos adorar te responder <3