Moça, você é linda!

sexta-feira, dezembro 18, 2015 Sushi baiano 12 Comments



Levanta a postura, ajeita essa juba. Não passou o batom ainda? Desce desse salto, seu pé é muito grande. Ela deita na cama a noite, mas ainda não consegue descansar.

Sempre que estou na fila do supermercado me deparo com uma fileira de revistas femininas com capas "Perca até 5kg com a dieta X", "5 dietas que te deixarão linda para o verão". E claro, sempre com modelos/atrizes em forma na capa. E então eu penso, mesmo com toda essa movimentação do empoderamento feminino, ainda continuamos sendo bombardeadas por modelos de beleza, e pior: ainda continuamos sendo afetadas.

Eu, 1,57, 55 kg, ainda tendo a mentir meu peso (pois ando chegando nos 58), mesmo sendo a favor de tudo que enalteça a mulher.
Sempre fui totalmente fora dos "padrões" e sempre me senti mal por não estar dentro do padrão. Primeiramente meu peso. Minhas amigas sempre foram magras e eu sempre fui a mais encorpada (para não falar cheinha). Desde cedo meus seios sempre foram maiores do que os das minhas amigas, e isso é algo que me incomoda até hoje.

Já me entreguei a algumas dietas loucas, algo que poderia me deixar "magra". Já pensei inúmeras vezes em me dispor a uma cirurgia de redução de mama, e são atitudes extremas que me fazem repensar que, sempre estamos apontando o exagero dos outros para alcançar o corpo perfeito e quando se trata da gente, não conseguimos enxergar esse exagero.




Quantas vezes já deixamos de vestir uma roupa por "não estarmos bonitas"? Por "não valorizar o nosso corpo?". É justamente isso que quero debater, queremos sempre estar bonitas para o público, mesmo que isso nos prejudique internamente ou fisicamente.

É sempre difícil aceitar a realidade do nosso corpo. "Tô muito magra", "ah, nossa. Como engordei" e nunca encontramos um ideal. Temos tantos valores implantados na nossa cabeça que acabamos nos perdendo, nos confundindo do que devemos ser. Ontem magérrima, hoje super torneada. Onde iremos parar com o nosso corpo?

Nós precisamos reconhecer que não estamos nos aceitando, para a partir daí começarmos a trabalhar isso. Não tem nenhum problema em querer mudar a nossa aparência, o problema é quando isso é feito porque não está na moda ser do jeito que a gente é, ou quando é feito de um jeito arriscado e prematuro. E isso foge do propósito que é:  nós precisamos nos amar mais.

Por mais que seja difícil olhar pro espelho e gostar do que reflete, é você. Se você não se amar em primeiro lugar, quem vai? Eu sou linda, você é linda. Nós somos lindas. Você só precisa falar isso pra você mesma, porque é a mais pura verdade!


Esse texto foi um desabafo e faz parte da blogagem coletiva da Liga Blogsfera. As imagens acima são de garotas comuns, que algum dia já se sentiram/sentem desconfortáveis em ser quem são.






12 comentários:

  1. Me encantei, juro! Eu tô precisando emagrecer, não estou correndo riscos nem nada, mas minha nutricionista diz que, se eu não maneirar agora, no futuro posso ter sérios problemas, o que me impulsionou a ter uma vida mais saudável. Mas, sinceramente? Nunca liguei para essas revistas. <3

    Abraço e boas férias,
    literarizei.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. esse ano foi o que mais fiquei doente, o que provavelmente foi por causa de má alimentação. Nas minhas metas para o próximo ano incluem cuidar mais da saúde!
      Obrigada pelo comentário, Milena!

      Beijão

      Excluir
  2. Su, sinta-se abraçada! Agradeço por estar na capa com o meu novo visual. É uma mudança que venho tentando por muito tempo, mas só esse ano criei realmente coragem para passar pela transição capilar. É muito difícil não estar nos padrões impostos, mas são postagens como essas que ajuda cada garota a se amar, a se aceitar. Que possamos viver em um mundo mais livre e aceitável para todas diferenças seja elas quais forem. Beijo, gatinha! www.garotaveneta.com

    ResponderExcluir
  3. Amei o post, seu texto está incrível. Admito que não sou um exemplo completo de auto aceitação ainda, tenho tanto a prender, tanto o que aceitar, mas cada obstáculo que venço em relação a isso me faz tão feliz que me incentiva a lutar e lutar cada vez mais. Adorei aparecer na foto de capa, muito obrigada ♡
    Beijão!
    www.tobemzen.com

    ResponderExcluir
  4. tbm ainda tenho muito o que aprender, mas só te ter essa consciência já é um passo enorme!
    Beijão, Rafa <3

    ResponderExcluir
  5. Seu post está maravilhoso! Precisamos exercitar a autoaceitação, pois não dá para ficar sempre seguindo padrões. Se não ninguém é feliz nunca né? Acho que nós somos mais interessantes do que imaginamos ;)

    Beijos,

    Wind is my guide

    ResponderExcluir
  6. Mds que post maravilhoso. Ler isso é ótimo porque as vezes a gente esquece e tende a cair nesses pensamentos negativos e ficar paranóica com a aparência.
    Amei <3

    ResponderExcluir
  7. Lindo o texto! Realmente, precisamos nos aceitar cada vez mais, ignorando totalmente esses padrões impostos pela sociedade. Adorei o blog de vocês (E, Amanda, eu também quero ser médica <3)
    Beijos,
    Do it like Anna

    ResponderExcluir
  8. Oi minha flor, está acontecendo um sorteio no meu blog, venha participar! Quem me ajudar a divulgar terá chance extra viu! É só comentar que ajudou a divulgar!

    http://resenhaaquilarissa.blogspot.com.br/2015/12/sorteioooooo.html

    ResponderExcluir
  9. Adoro esses textos! É difícil se aceitar quando a pressão para ser outra pessoa (mais atraente, bonita, magra, etc) é grande. Mas temos que ser forte e ajudar umas as outras, não é?
    Amei <3
    http://eu-ludmilla.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Ao ler esse post, sim, eu me apaixonei pelo blog <3
    Obrigado por visitar o meu cantinho e já te garanto que vou voltar aqui mais vezes.

    A descomplicada blog a favor do movimento "se ame mais".

    ResponderExcluir

Deixe um comentário bem amorzinho pra gente. Iremos adorar te responder <3