Bienal da Bahia: Imateriais

domingo, agosto 03, 2014 Susan Rodrigues 0 Comments


A Bienal da Bahia tá rolando há um tempão já, e se você ainda não visitou venha conferir aqui o que está rolando. O post de hoje vai falar sobre a seção Imateriais, que tá acontecendo no ACBEU.


O Departamento de Inserção do Ato num Sistema de Regras, apresenta obras de diversos artistas que em comum fazem referências aos jogos de xadrez como uma metáfora, cada obra com um significado. O local não é muito grande, por isso não fotografei o espaço, mas a riqueza de produtos artísticos é imensa, por isso trouxe pra cá. A exposição é bem organizada, cada obra em um lugar específico, e eu fiquei me perguntando se aquilo queria dizer alguma coisa.


 O livro



Esse trecho foi retirado de um livro de Ana Cristina Cesar. Através da leitura percebe-se referências do universo feminino e várias comparando o jogo de xadrez no dia a dia.

O sétimo selo






A segunda obra é de Ingmar Bergman, representa a cena de um filme, O Sétimo Selo. Do lado esquerdo está a morte, e da direita um homem. Os dois estão jogando xadrez, e a cena  representa um luta que não é física.


Marcel Duchamp x Rrose Sélavy




Esta é uma obra de Paulo Bruscky, e nela ele quis representar o pintor Marcel Duchamp, em luta com seu ego feminino Rrose Sélavy. Marcel Duchamp era um amante de xadrez, e dizia que o importante no jogo não é quem ganha, e sim os movimentos que você efetuou.

O Pátio




A quarta obra é o curta produzido por Glauber Rocha, que mostra um homem e uma mulher em um tabuleiro de xadrez. No curta não há fala, somente elementos musicais, gestuais e imagéticos que compõem o texto da obra.

Tabuleiro



Essa obra é de Maxim Malhado, e ela faz referências à seca e disputa de poderes sobre a água no nordeste. Na imagem percebemos aqueles que estão à margem, e no centro os maiores. O tabuleiro de xadrez está presente como um jogo de poderes, e são representados por moringas.


Chess Set




Obra de Abraham Palatnik,e ela representa a luta por aqueles que são semelhantes, porém que estão de lados opostos.


Épico Culinário 



O curta é de Paulo Meira, e eu infelizmente não encontrei no youtube pra colocar aqui, mas o curta faz referência à disputa de poderes, e que no final acaba causando uma guerra entre os funcionários de uma fábrica de doce (que é a cena aí de cima).

Xadrez Zen




Essa é a obra de Rogério Duarte, e é baseada no I Ching, livro chinês, e de acordo com as combinações das moedas que você jogar (você pode jogar seis vezes, e o tabuleiro possui 64 combinações) você tirará alguma mensagem. Cada lado e ordem da moeda representam um traço específico. O I Ching é geralmente usado para fazer consultas.


Quero agradecer a Douglas Saturnino, nosso monitor da Bienal, que explicou tudo o que os artistas queriam passar em suas obras, e teve muita paciência comigo!


Para conferirem a Bienal completa, vão até o ACBEU, no Corredor da Vitória, Graça.



Espero que tenham gostado, e até a próxima!


Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Deixe um comentário bem amorzinho pra gente. Iremos adorar te responder <3